Notícias

As notícias e acontecimentos do mercado e da HBSnet.

NOTA DE ESCLARECIMENTO – Alphabase Minas

Prezados clientes e parceiros,

Informamos que depois de 14 anos representando a Alphabase (Ed. Abril), a HBS Ltda resolveu se reposicionar no mercado.

Ao longo deste tempo, a Alphabase, através do trabalho da HBS, conseguiu conquistar o seu espaço no mercado publicitário mineiro.

Assim, comunicamos que a partir de 01/09/2013, o atendimento será realizado diretamente com a Alphabase (Ed. Abril) através do telefone (11) 3037-5777.

Neste novo contexto, o atendimento em SP dará  continuidade da qualidade dos serviços profissionais prestados pela HBS garantindo, assim, atenção diferenciada, atendimento personalizado e excelência nos trabalhos de marketing direto. 

Fique à vontade para entrar em contato conosco, sempre que necessário.


HBSnet
Fone: (31) 2121-7000

 

Técnicas eficientes para criação de Email Marketing

Criar templates de email marketing não é tarefa das mais fáceis. Não tanto pelo design, pois há profissionais criativos e mais que competentes para criar peças chamosas e atraentes. Falo do ponto de vista técnico, que é o grande responsável pelo sucesso e eficiência do email marketing, afinal, tudo começa quando a mensagem é entregue na caixa de entrada. Se o email marketing não estiver tecnicamente preparado para isso, a comunicação com o destinatário é perdida.

Tudo bem, podemos combinar que a entrega na caixa de entrada não é de inteira responsabilidade do template, pois uma série de configurações e boas práticas também precisam ser seguidas pelo remetente para que isso ocorra, mas o template carrega a importância de transmitir corretamente a mensagem para os destinatários. A dúvida é: como fazer isso considerando as mais diversas aplicações de email que eles utilizam? Segue algumas dicas para aumentar o resultado e evitar distorções no email.

 

Assunto/Subject
Evite utilizar no “Subject”, “corpo” de sua mensagem, além do campo “De” de sua mensagem, palavras que possam ser interpretadas como SPAM.

Exemplos:

  • clique aqui
  • mailmkt
  • crédito
  • grátis
  • curso
  • de/para sua empresa
  • promoção

entre outros.

Obs.: O assunto em letras maiúsculas também faz com que o e-mail receba pontuação

Imagens
Sempre utilize url absoluta da imagem quando for utilizar imagens externas, por exemplo:

<img src=”http://emailmkt1.locaweb.com.br/admin/images/logo_locamail_marketing-1.jpg” border=”0″>

Nunca utilize URLs relativas, por exemplo:

<img src=”images/logo_locamail_marketing-1.jpg” border=”0″>

Evite utilizar uma única imagem grande como conteúdo do email pois isso é considerado como prática de spam.

Prefira quebrar a imagem em pedaços menores caso seu conteúdo só seja esse, e além disso utilizar mais textos na criação de suas mensagens.

Coloque sempre o atributo border=”0″ nas tags de imagem (<img>), pois, assim como os browsers, os programas de e-mail costumam colocar uma borda azul ao redor de imagens que tenham link

Tabelas
Utilize layouts baseados em tabelas ao invés de divs, como no padrão tableless, por mais que essa prática não seja recomendada na construção de sites, uma vez que a maior parte dos programas de e-mail não renderiza os atributos das tags

corretamente

  • Evite utilizar as propriedades colspan e rowspan nas tags <td>, pois alguns programas de e-mail não tratam da forma esperada
  • Prefira utilizar a propriedade width nas tags <td> ao invés de utilizar nas tags <table>, como no exemplo abaixo:

<table cellspacing=”0″ cellpadding=”10″ border=”0″> <tr>  <td width=”120″></td>  <td width=”480″></td> </tr></table>

Inserção de links

<a hef=”url_destino”>Texto</a>

Estilos (CSS)

  • Nunca utilize a tag <link> para referenciar um arquivo de estilos (.css), pois a maioria dos provedores removem essa tag.
  • Nunca utilize forma reduzida para definir um estilo, por exemplo ao invés de:

style=”font: 12px/16px Arial, Helvetica”

utilize:

style=”font-size:12px;line-height:16px;font-family:Arial, Helvetica;”

  • Não utilize a tag <style> com a definição das classes de estilo, pois alguns provedores removem essa tag (e diversos programas de e-mail não tratam esta tag). Caso insista em utilizar, coloque essa tag dentro da tag <body> e não dentro da tag <head>, mas neste caso você deve testar a mensagem em diversos programas de e-mail, para ver que ela não será distorcida. (não utilize as tags de comentário HTML <!– e –> dentro da tag <style> pois o editor HTML do Email Marketing irá distorcer todo código que estiver dentro dessas tags.</font>

Errado:

<style type=”text/css”><!–.bloco1_titulo { font-family:Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size:10px; color:#FFFFFF; font-weight:bold; background-color:#333366; padding-left:10px; }–></style>

Certo:

<style type=”text/css”>.bloco1_titulo { font-family:Verdana, Arial, Helvetica, sans-serif; font-size:10px; color:#FFFFFF; font-weight:bold; background-color:#333366; padding-left:10px; }</style>

Prefira utilizar o CSS em sua forma “inline” ou seja, direto no código HTML, por exemplo:

<p style=”font-family:Arial; font-weight:bold;font-size:11px; color:red;”>texto</p>

Formulários
Evite utilizar formulários pois estes são bloqueados no Outlook e por vários provedores

Imagem de fundo
Antes, o hack do display:block era recomendado apenas para o Hotmail, que acrescenta alguns pixels ao redor de todas as imagens dos emails. Recentemente, o Gmail passou a se comportar de forma semelhante, então, o hack continua válido e, agora, para estes dois clientes de email. Em todas as imagens do template, acrescente (via CSS inline) o seguinte:

style=”display:block;”

Sempre declare as dimensões das imagens no template, pois o Outlook 2007 tende a expandir a largura de uma imagem sem este atributo para a largura de uma linha inteira.

Não esqueça do atributo alt nas tags de imagens relevantes, que transmitem uma mensagem. Não trate o template de email marketing como uma página da web que é otimizada para SEO e aplica uma mesma palavra-chave aos atributos alt de todas as imagens. No email marketing, cada imagem deve ter sua descrição real.

Lembre-se que imagens de fundo não funcionam em todos os clientes de email, então, se mesmo assim você decidir utilizá-las, lembre de inserir também uma cor semelhante como alternativa de fundo, pois se a imagem não for exibida, a cor permanecerá e não prejudicará as cores de seus textos e links. Já imaginou um email inteiro escrito em fonte branca, esperando-se que o fundo com imagem em preto seja renderizado? Se a imagem não for exibida, a cor preta de fundo ainda permitirá a leitura da mensagem.

Cor de fundo
Utilize a tag <div> com a propriedade background-color, e no style defina margin 0px para o body por exemplo:

<div><style>body{margin:0px;}</style></div><div style=”background-color: red; width: 100%; height: 800px;”> qualquer texto aqui</div>

obs: Neste caso, ajuste o parametro height para definir a altura da cor de fundo.

Outra maneira é utilizar a tag <td> com a propriedade bgcolor, por exemplo:

<table> <tr>  <td bgcolor=”red”>texto<br />dsadasdas </td> </tr></table>

Encoding
Prefira utilizar character encoding ISO-8859-1

Flash e Javascript
Nunca utilize Flash ou Javascript no corpo do Email pois estes são bloqueados pelos anti-virus dos principais provedores

Links
Que algumas aplicações de email sobrepõem os seus próprios estilos às mensagens de email, já não é novidade. Mas isso ocorre particularmente com links, e se você quiser que a cor de link que planejou inicialmente para seu template seja mantida em todas as aplicações de email, é melhor reforçar a declaração de cor de uma maneira redundante.

Ao invés da tag , você pode usar também a tag .
O efeito sublinhado em textos já é subentendido como um link, mas se você não quiser esse aspecto para os seus, utilize a declaração em CSS text-decoration:none;

Link vermelho sem sublinhado
O Gmail tende a transformar em link, “automaticamente”, todos os textos que se pareçam com um link. Mesmo que você tenha escrito algo como “eu.também”, esse trecho de texto será renderizado para o destinatário como um link no Gmail. Você não pode evitar que ele seja clicável, mas pode formatar sua aparência de forma que ele, pelo menos, não se pareça com um link. O mesmo vale para endereços de email. Não esqueça de formatá-los com a mesma cor e efeito dos demais links da mensagem, do contrário, ele será exibido no azul clássico e com sublinhado.

Cores
Evite abreviar cores hexadecimais (por ex. #fff ao invés de #ffffff) e declarações de fonte, que podem não funcionar em alguns clientes de email.

Essas são algumas das técnicas essenciais para templates de email marketing que têm as melhores intenções: entregar a mensagem corretamente a todos os destinatários, independente da aplicação de email que utilizem. Claro que existem muitas outras, mas que, se relatadas aqui, poderiam construir um verdadeiro manual de email marketing. Porém, seguir estas recomendações já é um passo e tanto em direção ao envio perfeito! Sucesso a todos!

Fontes: http://blog.abnix.com.br/tcnicas-eficientes-para-criar-templates-de-email-marketing/
        http://www.agenciadix.com.br/ajuda/faq/254/criando-um-e-mail-marketing-dentro-das-normas-anti-spam.html

	                    
	                

A importância do campo Assunto do seu email marketing

Email MarketingAo falar de e-mail marketing é claro que a primeira coisa a se mencionar é a importância do campo “Assunto”, pois é o primeiro contato que o seu alvo irá ter com seu e-mail. Se os seus e-mails requerem frases agressivas para se obter um melhor retorno, cuidado, pois você tem um grande desafio a enfrentar.

Trabalhar a sua linha de assunto pode resolver parte do problema, mas não deixe de olhar o todo. Assuntos agressivos para se obter retorno significa que o seu conteúdo não é atrativo assim como a sua marca não é conhecida, nem tão pouco confiável.

Melhorar os elementos fundamentais do seu e-mail como um bom conteúdo, layout claro e adequado ao seu público, combinado com a abordagem direcional da sua linha de assunto, provavelmente terá um impacto maior do que pequenos ajustes, como por exemplo, campos de assunto mais agressivos.

Campo “Assunto” – Fatores de Sucesso para o seu email:

Campo De/From: Se você tem uma marca reconhecida e confiável, então a sua linha de assunto, teoricamente, não deveria importar tanto quanto a de uma marca menos conhecida.
O valor do conteúdo: O seu e-mail tem valor agregado? Se assim for, os destinatários serão mais propensos a se envolver, independentemente da linha de assunto, porque eles sabem que terão acesso a um conteúdo de valor.

O Campo Assunto: Se quase todos os e-mail que você envia é alguma variação em “Última chance para frete grátis” ou “Desconto de 15% e frete grátis até sexta-feira,” então você precisa trabalhar melhor a sua marca e o conteúdo dos e-mails que divulga para que o seu assunto não necessite ser tão apelativo, pois quanto mais apelativo mais será necessário trabalhar para conseguir a atenção do seu público.

Personalidade dos emails: Os seus e-mails tem personalidade? Humor e analogias são bem vindas, mas essas linhas de assunto geralmente são direcionais para um público específico. Cuidado.

Emails personalizados: Um email abordando o abandono do carrinho ou de “Feliz Aniversário” é muito mais relevante do que um e-mail genérico. A menos que a linha de assunto seja extremamente pobre, e-mails desse tipo geram um efeito muito melhor do que um email genérico, sem personalização.

E-mail móvel: Enquanto muitos dispositivos móveis como o iPhone, iTouch e iPad mostram toda a linha de assunto de um e-mail, outros, como o BlackBerry tendem a mostrar menos de 10 caracteres, portanto pense nisso na hora de enviar suas mensagens.

As Experiências dos Clientes: Pessoas que compraram de você no passado pode ser mais propensos a ler suas mensagens. Mas, ao invés de esperar que algo lhes chame a atenção novamente, você pode enviar e-mails com base no que eles compraram e em outros tipos de comportamento.

Objetivos: O papel das mensagens de e-mails ajuda a determinar o valor e a importância do campo de Assunto. E-mails transacionais, como confirmações de pedidos e avisos de embarque muitas vezes tem campos de assunto sem muito apelo, mas têm as maiores taxas de retorno por que elas são relevantes.
Avisos de renovação, avisos de cobrança e afins também são altamente relevantes, mas a criatividade pode ter um grande impacto. Por exemplo, em vez de “Sua Assinatura da Revista XYZ está prestes a expirar”, tente “Você está preparado para perder o acesso a dicas exclusivas da XYZ?

Forma de Visualização: No mundo B2B, muitos destinatários veem o topo de uma mensagem de email através do painel de visualização do programa de email. Assim, a parte superior do e-mail pode até mesmo ser mais importante do que o campo de assunto.

Frequência X Qualidade: A freqüência combinada com uma variedade (ou falta) de campos de assunto desinteressantes pode acelerar a retirada. Quatro e-mails por semana, a partir da mesma empresa, com linhas de assunto que são variantes de “Off 20%” e “frete grátis”, pode colocar vários destinatários para dormir. Você não precisa apenas de uma nova abordagem para as linhas de assunto, mas também uma reformulação do seu cronograma de disparos de emails.

O campo de assunto não importa? Sim, os destinatários gostam muito de manchetes de jornais e chamadas dos seus programas na TV, mas da mesma forma, vão ler a dos seus colunistas favoritos e prestar atenção as chamadas dos seus programas preferidos, independentemente do tema, porque sabem que irão achar o valor que procuram.

Solange Carvalho

Fonte: http://www.frontier.com.br/novo/institucional/Novidades.aspx?IDNovidade=114&utm_source=DM&utm_medium=emkt&utm_content=newsletter6&utm_campaign=FRNL0007

Diretor da HBSnet participa do lançamento do Alphabase Marketing Interativo

Foi realizado na sede da Editora Abril a apresentação do Alphabase Marketing Interativo. A reunião contou com a participação de toda a equipe Alphabase, começando com uma apresentação de Fernando Cirne, diretor de e-commerce.

Segundo Vicente Argentino, diretor comercial do Alphabase, a DataListas passa a integrar o Alphabase, agregando todo o knowlege e expertise adquirido ao longo de 14 anos. Isto passa uma grande credibilidade ao mercado e com a integração junto ao Alphabase, passamos a oferecer mais serviços e soluções interativas.

ABEMD lança Indicadores ABEMD de E-mail Marketing

A Associação Brasileira de Marketing Direto (ABEMD) lança a primeira edição do estudo Indicadores ABEMD de E-mail Marketing, inédito no Brasil, realizado pela Simonsen Associados. O levantamento apurou que 78% das empresas entrevistadas utilizam o e-mail marketing e que a maioria delas, cerca de 31%, investe até 10% do seu budget de Marketing Direto no canal. Para 26% da amostra, o e-mail é o responsável por trazer até 5% da receita total. O estudo aponta também que o número de campanhas é expressivo. Cerca de 29% dos entrevistados, por exemplo, fazem de 10 a 50 campanhas mensais. Outro dado interessante é o número médio mensal de e-mails enviados, sendo que mais de 14% enviam mais de 1 milhão de e-mails marketing e outros 17% entre 500 mil a 1 milhão. 

“O crescimento do uso das mídias online é nítido, sendo que o e-mail marketing é indispensável inclusive para as mídias sociais, pois é a cola de todo o fluxo de informações e relacionamento. Acompanhamos esta evolução no estudo anual Indicadores ABEMD e, motivado por ele, desenvolvemos uma versão específica para analisarmos o mercado de e-mail marketing. Os Indicadores ABEMD de E-mail Marketing são um estudo importante para as empresas do segmento, que agora têm dados para reflexo e posicionamento no mercado, que cada vez mais busca o diálogo em suas ações”, explica Efraim Kapulski, presidente da ABEMD. 

Outro aspecto a ser notado no levantamento é a freqüência no envio de mensagens. Cerca de 48% dos entrevistados fazem envios mensais de ações de relacionamento por e-mail.  

“Este estudo consolida a ideia que já tínhamos da grande importância do e-mail marketing na comunicação e marketing das empresas, seja ele utilizado para relacionamento, vendas ou promoção”, diz Antonio Cordeiro, presidente da Simonsen. 

Todas as informações deste estudo – inéditas e relevantes – foram geradas da coleta de dados junto a 68 profissionais/empresas altamente qualificados, entre usuários e clientes. 

Abordagem e metodologia 

O objetivo deste primeiro estudo exploratório é estabelecer uma base de informação preliminar sobre as campanhas de e-mail marketing desenvolvidas como uma das atividades do setor de marketing direto. 

O estudo do mercado de marketing direto mostra o crescimento significativo do negócio digital e a busca cada vez mais intensa de novas ferramentas para empresas estabelecerem o diálogo e relacionamento com os seus mercados, sendo o e-mail marketing uma dessas atividades. 

Os resultados apresentados no presente trabalho resultam do tratamento de dados e informações obtidas de:     

1 – Trabalho conjunto e colaborativo da ABEMD e SIMONSEN ASSOCIADOS, buscando estabelecer alguns questionários contendo tópicos e  aspectos selecionados sobre a atividade. 

2 – Fontes Primárias, representadas por entrevistas desenvolvidas com empresas prestadoras de serviço de marketing direto e empresas clientes, buscando desenvolver, a partir dessas informações coletadas, um maior conhecimento sobre as campanhas de e-mail marketing sendo realizadas no mercado brasileiro. 

A coleta de informações foi realizada entre dezembro de 2010 e janeiro de 2011, com 68 empresas. 

Para acessar:http://www.abemd.org.br/indicadores/IndicadoresEmailMktA.pdf

A importância da qualidade dos dados na entregabilidade de e-mail marketing

Este assunto pode parecer óbvio, mas não se preocupe, não vou tomar seu tempo apenas para te contar que você não vai entregar suas mensagens aos e-mails inválidos e ruins de sua base de dados.

Primeiramente, vamos entender o que são e-mails inválidos e e-mails ruins. Em um processo de envio de mensagens eletrônicas, o e-mail com erro de sintaxe, ou seja, que não possui uma estrutura mínima para ser considerado um e-mail, como a existência de apenas uma arroba, não possuir espaço em branco entre os caracteres, etc., não saem do servidor de envio de mensagens, por serem invalidados em um processo anterior. Nesta fase, ainda não é checada a existência de uma conta de e-mail ou domínio.

Já os e-mails ruins são os que já passaram pela validação de sintaxe e, como não foram identificadas inconsistências nos dados, passam pelo processo de envio, saindo do servidor de saída, chegando ao servidor de recebimento e distribuição de e-mails, ocasião que a checagem é feita, e há a entrega na caixa de entrada do destinatário, ou devolução por algum motivo. Esta devolução, que é o retorno de erro, também conhecido pelo termo em Inglês bounce, segue um protocolo internacional de classificação de erros, mas que pode ser configurado de forma a não seguir este padrão. O servidor identifica e classifica o erro na tentativa de entrega da mensagem, e devolve ao servidor de envio a informação sobre o tipo de erro, que pode ser temporário (soft bounce), ou definitivo (hard bounce).

Os erros definitivos são aqueles que impedem definitivamente a entrega da mensagem, e podem ser, por exemplo, “usuário desconhecido” ou “domínio desconhecido”.  Os erros temporários são aqueles que impedem, naquele momento, a entrega da mensagem, como por exemplo, “caixa postal cheia”, “usuário suspenso”, “usuário bloqueado”, “usuário desabilitado”, “problema de conexão com servidor destino”, “bloqueio anti-spam”, dentre outros.

Agora que identificados as macro classificações quanto à qualidade do registro de e-mail, devemos entender como atuam os ISPs, provedores de internet que recebem e distribuem as mensagens eletrônicas nas caixas dos destinatários. Seu principal objetivo, que é entregar mensagens de e-mail para seus usuários passa por validações, como por exemplo, filtro de conteúdo malicioso, filtro de conteúdo potencialmente indesejado, e evitar ao máximo os falso-positivos.

Ao definir regras para identificar os spammers, ou seja, os remetentes que enviam grandes quantidades de e-mails não solicitados, ou pior, em alguns casos, com conteúdo malicioso, os provedores usam diversos critérios. Estes critérios ajudam a formar a reputação do remetente, que é um índice atribuído por cada ISP às origens de e-mails (IPs e domínios), visando classificar esta origem quanto à sua aderência às boas práticas no envio de mensagens, como elemento que compõe a decisão de classificação ou não como SPAM. Entre os fatores que influenciam diretamente na reputação, listamos: quantidade de erros definitivos, reclamações (o usuário clicar em “isto é spam”, “tentativa de phishing”), configuração da infraestrutura de envio, sistemas de autenticação, falsos positivos, envio para endereços “armadilha”, endereços inativos, dentre outros. Focamos aqui nos erros definitivos, que tem relação com a qualidade da base de dados.

Os ISPs, normalmente, rejeitam um remetente cuja lista de destinatários possua mais de 10% de e-mails que não existem em suas bases de usuários. Desta forma, mesmo que os 90% restantes sejam e-mails existentes, a reputação da origem pode comprometer a entrega como um todo. Em complemento, e-mails inativos também comprometem a reputação, bem como a baixa relevância da comunicação, assunto este que será tratado em próximo artigo.

Entre as medidas recomendadas:

  • Recomendamos que a cada campanha, se o sistema de envio de e-mail marketing aponta os erros de sintaxe, verifique os e-mails inválidos, pois, muitas vezes, pode-se recuperar um registro que foi digitado incorretamente.
  • Da mesma forma que apontado acima, a cada campanha, se o sistema de envio de e-mail marketing separa também os e-mails duplicados, faça uma limpeza destas duplicidades. Mensagens enviadas em duplicidade incrementam significativamente a sensação de SPAM.
  • Recomendamos uma rotina de exclusão de e-mails definitivos. O índice de mercado para perda de base por desatualização é de aproximadamente 1/3 dos e-mails válidos ao ano, sendo assim, recomenda-se uma atualização contínua, sob o risco de perda de bases e resultados. Base de dados desatualizada gera custos desnecessários, redução de entrega, prejuízos à reputação, segmentações inconsistentes e personalizações erradas.
  • Sugerimos definição de um critério para a inativação, por um determinado período, de erros temporários, principalmente caixa postal cheia, após verificação de reincidência deste tipo de ocorrência para o mesmo e-mail destino. 
  • Identifique e-mails que não apresentam qualquer tipo de ocorrência por períodos longos e os inative temporariamente.
  • Para facilitar o cadastramento de e-mails com menor índice de erros de digitação, aconselha-se que o formulário de captação tenha um campo para inclusão de e-mail grande o suficiente para evitar que parte do conteúdo seja encoberto durante a digitação. Se possível, inclua uma validação de consistência do registro. 

Com estas ações e conceitos da construção de reputação, melhoraremos as taxas de entrega continuamente.
Regina Garrido
Gerente de Serviços Avançados em Marketing Digital
Frontier

Fonte: http://www.frontier.com.br/novo/institucional/Novidades.aspx?IDNovidade=72&utm_source=DMutm_medium=emktutm_content=newsletter2utm_campaign=FRNL0002

Diretor da HBSnet é jurado do Prêmio ABERJ 2010

Em 2010, o Prêmio Aberje está na sua 36ª edição.

ABERJ

A história do Prêmio se inicia em 1967 com o primeiro Encontro de editores de jornais de empresas que se realizou simultaneamente com a primeira Exposição de Jornais e Revistas de Empresas. Nesse evento nasce a Aberje e se cria o Prêmio Aberje de Jornalismo Empresarial, visando conferir o reconhecimento às empresas que se distinguissem, ao longo de um ano, na área do relacionamento entre os empregados executantes.

O Diretor da HBSnet, Fábio Croso Soares, foi um dos jurados do Prêmio Aberj 2010 – Região Minas Gerais e Centro-Oeste.

“Participar deste projeto foi sem dúvida gratificante. Pudemos ver e avaliar diversos cases que fizeram diferença.”

Para saber mais sobre o Prêmio ABERJ 2010 acesse: http://www.premioaberje.com.br/


Massas Terni inaugura nova loja na Serra

A HBSnet desenvolveu um email marketing visando a divulgação da nova loja da Massas Terni na Serra. A campanha foi realizada para a semana do Dias dos Pais.

Massas Terni - nova loja na Serra

Novo site no ar

A HBSnet acaba de colocar seu novo site no ar. Com um layout simplificado, visando garantir agilidade e fácil acesso a informação.

Navegue e fique a vontade para fazer comentários.